Limpeza da Caixa d´água em seu Condomínio – quando fazer?

O síndico é o responsável pela manutenção da caixa d’água do condomínio?

A resposta é SIM, a limpeza (e manutenção) é de responsabilidade do síndico e de sua administração. Caso algum condômino tenha problemas em função da má qualidade da água, o síndico pode ser acionado, inclusive judicialmente.

Verifica-se que este é um assunto delicado, assim requer especial atenção. Algumas medidas devem ser observadas para uma boa gestão do síndico em seu Condomínio.
A frequência para limpeza de caixa d’água do prédio é o primeiro e crucial ponto a ser observado. Vale lembrar que existem normas e leis que definem esta periodicidade da limpeza. No Estado de São Paulo, por exemplo, há a regulamentação que a limpeza seja feita no mínimo duas vezes por ano, ou seja, a cada seis meses.

Vejamos algumas dicas importantes

Local de acondicionamento: o local que armazena a água de todo o condomínio deve ser preservado e com acesso restrito á pessoas estranhas ao serviço. Deve ser local que ofereça condições de segurança quanto ao acesso e que viabilize as adequadas condições de higiene, havendo vedação ao acesso de animais e insetos.
Periodicidade: observe o regramento previsto em seu município ou Estado. Promova a sua higienização e manutenção conforme o regramento sobre o assunto.
Época ideal para a limpeza: especialistas recomendam que a limpeza seja efetuada em determinados períodos do ano, ou seja, a execução do serviço deve ocorrer, preferencialmente, nos meses de outubro e abril, assim sua caixa fica devidamente preparada para a maior demanda nos meses do verão e também do inverno.
Serviço especializado: é recomendável a contratação de pessoal especializado para a realização do serviço. Atualmente, existem diversas empresas especializadas com boa qualidade na realização deste tipo de serviço, oferecendo ainda termos de garantia de qualidade. Antes da contratação é importante verificar a certificação da empresa, treinamento do pessoal empregado, bem como a cumprimento das normas de fiscalização sanitária.
Documentação do serviço: o síndico deve procurar documentar e arquivar a comprovação da realização do serviço para fins de eventual comprovação. Interessante sempre realizar análise bacteriológica, conhecida como teste da potabilidade, para fins de comprovação da eficácia do serviço realizado.
Acompanhamento da execução: o ideal é que haja o acompanhamento e fiscalização da realização do serviço, o que pode ser feito, por exemplo, pelo zelador. Algumas tarefas e atividades devem ser observadas:
• Limpeza da área externa do reservatório de água;
• Fechamento da entrada de água e seu esvaziamento;
• Limpeza com escovação das paredes internas;
• Enxágue com água para retirar de resíduo dos produtos de limpeza utilizados;
• Fechamento adequado do reservatório com sua lacração (quando possível)

CONCLUSÃO
A limpeza e manutenção da caixa d´água é atividade de extrema importância e assunto delicado na vida de um Condomínio, pois envolve a saúde da coletividade dos condôminos.
Esta medida é de responsabilidade do síndico e de sua administração. Neste sentido, deve adotar as medidas sugeridas acima, visando o bom andamento de sua gestão e a preservação das condições sanitárias de seu Condomínio.

Você também pode se interessar:

About the Author:

Equipe de marketing e consultor jurídico especializados na área de condomínios. Acreditamos em empreendedorismo e na busca de soluções de TI que podem otimizar as relações entre indivíduos para contribuir com a gestão de forma colaborativa.

Leave A Comment

WhatsApp chat